23/02/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Júlio Delamare será usado durante Rio-2016 após escapar de demolição

2 min read

O parque aquático Júlio Delamare e a sua piscina ao lado do Maracanã.

Do ZigZag do Esporte/Rio 2016.

  • Júlio César Guimarães/UOL

O parque aquático Júlio Delamare, localizado dentro do estádio do Maracanã, será utilizado durante a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada nesta quinta-feira pelo presidente do comitê organizador e do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Arhtur Nuzman. A estrutura abrigará as competições preliminares do polo aquático.

As finais do polo aquático, porém, serão realizadas em outro local, no futuro centro aquático a ser construído no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio de Janeiro. O complexo também abrigará as provas de natação. Já o parque Maria Lenk, construído para o Pan de 2007, receberá o nado sincronizado e os saltos ornamentais.

O Júlio Delamare foi motivo de disputa e seria demolido pelo Complexo Maracanã Entretenimento S/A, que administra o estádio, para construção de estacionamentos e lojas. Pressionado pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) e protestos populares, o governador do Rio, Sério Cabral, revogou a decisão de destruir o local.

Além do parque aquático, o estádio de atletismo Célio de Barros e a escola municipal Friedenreich também foram tombados por decreto. Sem dinheiro para reformar o Célio de Barros, que segue como estacionamento do Maracanã, o Estado pediu R$ 10 milhões à União.

Após desistir do tombamento, o governo estadual pediu que o consórcio administrador do Maracanã apresentasse plano alternativo para obras. O primeiro modelo, que propunha estacionamentos, restaurantes e um museu ao lado do parque da Quinta da Boa Vista, foi rejeitado. O segundo projeto entregue está sendo analisado e o Estado deverá responder até o final do mês.

Segundo Nuzman, a única indefinição sobre local das provas está na chegada do ciclismo. Ela poderá acontecer no Aterro do Flamengo ou em Copacabana, como quer a Federação Internacional da modalidade. O presidente da Rio-2016 também elogiou o andamento das obras e minimizou questões sobre a violência no Rio de Janeiro.

 

Fonte: Renan Rodrigues
Do UOL, no Rio de Janeiro

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.