19/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Torcida de Chael Sonnen é censurada por funcionário do UFC em SP.

3 min read

Por Igor Resende e José Edgar de Matos, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br.

José Edgar de Matos/ESPN.com.br

Cartaz com o nome de Sonnen foi rasgado e jogado no lixo por funcionário do UFC
Cartaz com o nome de Sonnen foi rasgado e jogado no lixo por funcionário do UFC

Sem Wanderlei Silva, que ficou fora do UFC 175 após não comparecer ao exame antidoping da entidade, Chael Sonnen se tornou a estrela solitária do ‘The Ultimate Fighter Brasil’. Em tarde de autógrafos realizada no Ginásio do Ibirapuera, o falastrão americano recebeu tratamento de ídolo, mas viu um grupo de torcedores especiais passar por um constrangimento.

Jonathan Horvat, 33 anos, preparou dois cartazes de incentivo a Chael Sonnen: um com a inscrição ‘Time Sonnen’ e outro com a expressão ‘Bad Guys’, apelido adotado pelo lutador para nomear sua equipe na terceira edição do reality-show do UFC no Brasil.

Entretanto, instantes depois, um funcionário ligado ao UFC retirou os dois cartazes da mão do torcedor, rasgou ambos e os jogou em uma lata de lixo, diante da reportagem do ESPN.com.br. Horvat, conhecido por fazer parte do fã clube de Sonnen no Brasil, se surpreendeu com a ação.

“Fizemos com tanto carinho por conhecer ele e a equipe, fizemos para agrado, não para provocar ninguém. Nada de rivalidade com outra equipe. O segurança falou que não podia ter menção para torcida de nenhum dos lados, mas ninguém quer brigar, é só para torcer para o Sonnen”, contou Horvat à ESPN.

Após o ato, a reportagem procurou o segurança responsável por rasgar os cartazes. Para justificar a ação, o profissional garantiu ter recebido instruções para coibir manifestações deste tipo; segundo ele, apenas bandeiras de países e estados seriam permitidas, como modo de prevenção para possíveis provocações entre os fãs.

O ato hostil contra o torcedor de Chael Sonnen, entretanto, contradiz a própria política do Ultimate. Em outros eventos, inclusive no Brasil, manifestações para os lutadores eram permitidas – no site oficial do evento não consta qualquer restrição a este tipo de objeto.

A ação do profissional, entretanto, acabou repudiada pela própria organização. Em nota oficial, o UFC diz que ‘o ocorrido foi um erro pontual do profissional em questão e que não condiz com a política do evento.’

Agora adversário de Vitor Belfort no dia 5 de julho, Chael Sonnen compareceu ao Ginásio do Ibirapuera para promover a decisão do TUF 3. O americano recebeu fãs, tirou fotos e autografou fotografias para os torcedores. E, claro, ganhou presentes do fã censurado.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.