18/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Depois de flagra da ESPN, vice da AFA admite venda de ingressos: ‘cometi um grave erro’; confira.

2 min read

Camila Mattoso, de São Paulo, e Gabriela Moreira, do Rio de Janeiro.

YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images

Ingressos Copa do Mundo Fifa 2014 18/04/2014
Ingressos Copa do Mundo Fifa 2014 18/04/2014

O vice-presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Luis Segura, admitiu nesta terça-feira ter vendido ingressos para torcedores em hotéis nas cidades por onde a seleção passou durante o Mundial. O dirigente afirmou ter cometido um grave erro e disse estar arrependido pelo que fez. O número 2 da entidade, braço direito de Julio Grondona, no entanto, negou que tenha negociado bilhetes por preços acima do original fixado pela Fifa.

A resposta do cartola veio depois da matéria publicada pelo ESPN.com.br, que mostra imagens de como a comercialização era feita, com dirigentes da AFA recebendo dinheiro de torcedores que acabavam de comprar os tickets. A movimentação virou alvo de investigação do setor de inteligência do Rio de Janeiro.

“Cometi um erro grave e me arrependo”, disse Segura à rádio Del Plata.

“O que eu fiz, de minha modesta posição, foi vender entradas (a preço oficial) às pessoas que viajaram ao Brasil sem ingressos. O que tentamos fazer foi solucionar os problemas das pessoas”, afirmou.

Divulgação

Luis Segura, vice-presidente da AFA
Luis Segura, vice-presidente da AFA

Ao ser questionado sobre a modalidade de venda dos ingressos para a final entre Alemanha e Argentina, Segura disse que foram vendidos para pessoas conhecidas.

“Eu não posso sair e anunciar que tinha entradas, assim tentamos vender os que sobravam para pessoas conhecidas”, justificou.

“Havia 400 pessoas pedindo entradas, algumas de boa maneira e outras com insultos. Se você tem a possibilidade de resolver o problema de 100 pessoas, você faz isto”, completou.

Repercussão

O assunto foi parar em todos os jornais, especialmente porque durante o Mundial outras vezes a AFA esteve envolvida em outras investigações. A entidade havia sido citada anteriormente na apuração da Polícia e do Ministério Público do Rio de Janeiro. A suspeita era de que estivesse envolvida em um escândalo internacional, ao descobrirem a existência de uma rede ilegal de venda de entradas para a Copa, que faturava cerca de 450 mil dólares por partida, comandada pelo argelino Mohamadou Lamine Fofana.

Pelo menos quatro tickets foram achados no mercado paralelo com o nome de Humberto Grondona, um dos filhos do presidente da AFA, e também técnico do sub-20. A explicação da entidade, logo depois, foi de que o treinador deu para amigos e não sabe o que fizeram com as entradas.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.