11/12/2023

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Bahia surpreende e vence Inter no Beira-Rio na estreia na Sul-Americana; confira todos os detalhes da vitória tricolor.

4 min read
Do Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br.
Lucas Fonseca comemora o 1º gol na vitória tricolor.

O favorito era, de longe, o Internacional. O clube colorado jogava em casa, no estádio Beira-Rio, e ainda contra um adversário em situação oposta no Campeonato Brasileiro – o time gaúcho é o terceiro colocado, enquanto os baianos estão na zona de rebaixamento. Porém, nada disso contou nesta quarta-feira, e a equipe tricolor venceu por 2 a 0 pelo jogo de ida da fase nacional da Copa Sul-Americana.

Lucas Fonseca, aos 42 minutos do primeiro tempo, e Diego Macedo, logo no primeiro minuto da etapa final, marcaram para o Bahia.

Além de conquistar o resultado positivo fora de casa, o clube tricolor ainda obteve grande vantagem para a partida de volta, que acontece na quinta-feira da semana que vem, dia 4 de setembro, na Arena Fonte Nova. O Bahia pode até perder por um gol de diferença que mesmo assim avança.

Os dois clubes, porém, chegaram à Sul-Americana depois de serem eliminados na Copa do Brasil. O Inter deu vexame e caiu diante do Ceará, enquanto o Bahia perdeu para o Corinthians.

Já no Campeonato Brasileiro, eles vivem situações opostas. O clube colorado é o terceiro colocado com 31 pontos, apesar de não vencer há dois jogos pela principal competição nacional. Enquanto o Bahia soma apenas 16 pontos e ocupa a 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento.

Pelo Brasileirão, o Inter volta a jogar no sábado, quando visita o Palmeiras no Pacaembu. O Bahia, por sua vez, também entra em campo como visitante, domingo, contra o Grêmio, na Arena.

O jogo

Mesmo com time misto, o Internacional teve as melhores chances do primeiro tempo. Foram três bolas na trave apenas nos 45 iniciais. A primeira ocorreu logo de cara, em belo chute de Valdívia que estourou no travessão. Aos 18, foi a vez de Wellington Paulista: o centroavante chutou de fora da área, a bola desviou em Titi e acertou a trave esquerda de Marcelo Lomba, vencido no lance.

Notando que o Inter chegava pouco e só em chutes de longe, aos poucos o Bahia foi se soltando. Aos 30, a primeira chance, quando Léo Gago acertou um chute forte de fora da área e a bola passou perto do gol de Dida. Cinco minutos mais tarde, Paulão afastou errado um passe de Rafinha e Emanuel Biancucchi bateu com perigo.

Aos 42, o gol: após escanteio batido por Emanuel, Lucas Fonseca subiu livre no primeiro pau e testou com força para o gol. O Inter quase empatou antes do intervalo, em falta de Alex que acertou a trave.

No segundo tempo, outro duro golpe para o Inter. Logo no primeiro minuto de jogo, Henrique escapou pela esquerda e cruzou para Diego Macedo fazer 2 a 0 para o Bahia. Os jogadores do Inter alegaram que a bola saiu antes de o cruzamento ser feito, mas a arbitragem validou o lance. O time colorado quase diminuiu, quando Aránguiz entrou livre e chutou para defesa de Lomba.

A má atuação colorada ficou evidente com a equipe não criando nenhuma chance clara para fazer um gol nos 20 minutos seguintes. Aos 29, foi o Bahia que quase fez, em contra-ataque puxado por Rhayner, que cruzou, mas Dida evitou a conclusão de Henrique.

Aos 37, Paulão e Dida hesitaram, Rhayner entrou livre, mas o goleiro colorado se recuperou e defendeu. No minuto seguinte, Guilherme Santos entrou sozinho e recuou para Léo Gago soltar a bomba raspando o travessão.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 0 x 2 BAHIA

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 27 de agosto de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Christian Ferreyra
Assistentes: Miguel Nievas e Richard Trinidad (trio uruguaio)
Público: 9.368
Cartões amarelos: Ernando, Wellington Paulista e Wellington (Internacional); Emanuel Biancucchi e Titi (Bahia)
GOLS: BAHIA: Lucas Fonseca, aos 42 minutos do primeiro tempo; Diego Macedo, a 1 minuto do segundo tempo

INTERNACIONAL: Dida; Cláudio Winck, Paulão, Ernando e Alan Ruschel; Ygor (Leandro), Wellington, Aránguiz, Alex (Alan Patrick) e Valdívia; Wellington Paulista
Técnico: Abel Braga

BAHIA: Marcelo Lomba, Roniery, Lucas Fonseca, Titi e Pará; Fahel, Rafael Miranda, Léo Gago, Diego Macedo (Fahel) e Emanuel Biancucchi (Rhayner); Rafinha (Guilherme Santos) e Henrique
Técnico: Gílson Kleina

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.