22/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Atlético bate Real pela 3ª vez seguida e sai na frente na Copa do Rei; confira tudo do confronto madrilhenho.

3 min read

O Atlético de Madri ignorou a constelação do Real Madrid e, pela terceira vez consecutiva na temporada, venceu o maior rival pelas oitavas da Copa do Rei.

Do Zigzagdoesporte.com.br por UOL, em São Paulo.

Futebol internacional nesta quarta-feira 07/01/2015


Após abrir o placar no Vicente Calderón em cobrança de pênalti, Raúl García comemora com a torcida batendo no escudo do Atlético de Madrid Leia mais AP Photo/Daniel Ochoa de Olza

O Atlético de Madri ignorou a constelação do Real Madrid e, pela terceira vez consecutiva na temporada, venceu o maior rival pelas oitavas da Copa do Rei. Em casa, com grande apoio da sua torcida, o time comandado por Simeone venceu o clássico da capital espanhola por 2 a 0 na reestreia de Fernando Torres.

A vitória, ao melhor estilo do Atlético, veio com garra e muito apoio da torcida. Raul Garcia, de pênalti, e o zagueiro Gimenez, de cabeça, deram a vitória para os donos da casa no segundo tempo. Agora, o Real precisará vencer por três gols de diferença no Santiago Bernabeu no jogo de volta para seguir na competição. A partida ocorrerá na próxima semana, em 15 de janeiro.

O revés vem na pior hora possível para o Real. É a segunda derrota seguida do clube merengue que, embora ainda seja o líder do Espanhol, vive um momento delicado no vestiário. No último fim de semana, após a derrota para o Valencia, Cristiano Ronaldo teria entrado em atrito com Bale, reclamando de um suposto individualismo do galês.

Do outro lado, a partida marcou o retorno de Fernando Torres ao Atlético de Madri, clube que o revelou. Depois do sucesso no Liverpool e os fracassos em Chelsea e Milan, o centroavante campeão do mundo com a Espanha em 2010 teve um retorno discreto, mais marcado pela garra que pela técnica.

A vitória do Atlético, no entanto, se sobrepôs ao retorno de Torres. Somente nesta temporada, o time de Simeone já venceu o Real na Super copa da Espanha e no primeiro turno do Campeonato Espanhol.

Fases do jogo:
No primeiro tempo, o Real Madrid exerceu um domínio estéril do jogo. Teve mais posse de bola e até teve um lance de perigo com uma cabeçada de Sergio Ramos, mas teve enorme dificuldade para criar chances reais de gol.

Depois de segurar o ímpeto inicial dos rivais, o Atlético soube se reposicionar no jogo, ao melhor estilo Simeone. Em duas estocadas ao ataque, Raul Garcia – em um pênalti que ele mesmo arrumou – e Gimenez deram a vitória aos donos da casa.

O melhor: Raul Garcia. Brigou pelo pênalti, cobrou e marcou. Em um jogo equilibrado, com defesas afiadas e muita disputa, o lance isolado do meio-campista mudou a partida, que era dominada pelo Real Madrid até então.

O pior: Estrelas do Real. Sem Cristiano Ronaldo, poupado, Bale, Benzema, James, Kroos e Isco fizeram muito pouco para assustar de verdade o Atlético de Madri. Em um momento de instabilidade na temporada, o time precisava de uma reação melhor dos coadjuvantes do astro português.

Chave do jogo: Precaução de Ancelotti. Fora de casa, o técnico italiano resolveu sacar Cristiano Ronaldo. A estratégia não deu certo e o Real Madrid parou no forte sistema defensivo do Atlético e ainda cedeu dois gols fundamentais lá atrás.

Para lembrar:
Freguês: Embora tenha perdido da decisão da Liga dos Campeões do ano passado de forma traumática, o Atlético está virando uma pedra no sapato do Real. Nesta temporada, são quatro confrontos e três vitórias daquele que até outro dia era o “primo pobre” de Madri.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.