18/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Como diria o esquartejador de Londres: “Vamos por partes”

3 min read

Cristóvão Borges não é mais treinador do Bahia.

Do ZigZag do Esporte Por Carlos Muniz Fiúza.

Ontem à noite o Esporte Clube Bahia levou mais uma fatiada e se despediu melancolicamente de mais uma competição. Desta feita a eliminação foi na Copa Sul-Americana, torneio que leva o vencedor a disputar a Taça Libertadores, mas Para que disputar a Taça Libertadores? Não é verdade? Essa pretensão o Bahia não tem e muito menos o seu treinador.

O treinador tricolor preferiu mais uma vez fazer umas quatro ou cinco modificações básicas na equipe e “poupar” alguns jogadores para o jogo do próximo domingo na Arena Fonte Nova, diante do Atlético-Pr. Vou citar um exemplo que talvez para o treinado do Bahia, não sirva, porém vou deixa-lo aqui, o Vasco Da Gama enfrentou ontem pela Copa do Brasil o Goiás que entrou com todos os seus titulares, consequências o Goiás está na semifinal da Copa do Brasil.

Não bastasse a sombra do rebaixamento rondando o tricolor baiano, vem seu treinador mais uma vez poupando jogadores de elenco limitado tecnicamente e em outros “entes”. Confesso que acompanhando a partida contra o Atlético Nacional-COL me preocupei, pois passei a entender o treinador e suas “poupadas”, pois bastava olhar para Démerson, Lucas Fonseca, Jussandro, Obina e Souza para ver que os caras estavam mortos em pé.

Tenho a curiosidade de ver o que tem feito o corpo diretivo do Esporte Clube Bahia, o departamento de futebol deve estar em férias ou quase, sem novidades, contratações nem pensar, Osni Lopes Gerente de Futebol, coitado do Osni, se queria homenagear o brilhante passado do jogador, deveriam fazer de outra forma, pois esse cargo foi um presente grego ele não tem competência para tal.

As dividas encontrada pela nova direção tricolor deve ter provocado um estado de assombro para muitos, pavor para uns e reação nenhuma de outros, pois alguns que lá estão são tão amadores que nem perceberam onde estão e o que farão. Sinto dizer que o que estava péssimo pode piorar ainda mais torcedor tricolor e não me venham com a famosa frase que sempre parte da diretoria do clube e de alguns setores da imprensa, pedindo calma, chega de tanta calma a hora é de ação, atitude e explosão.

Preocupa-me um treinador que fica orientando seu time com cara de paisagem, com uma paciência irritante, como irritante foi a sua declaração na entrevista coletiva após a eliminação da Copa Sul-americana: “A nossa atuação foi perfeita e dentro de tudo que traçamos para essa partida, o grupo está de parabéns”!

Treinador na minha visão tem que ter perfil explosivo, adrenalizado, externando para seu grupo força, garra e luta. Estou me referindo a alguns como Evaristo Macedo, Felipão, Tite, Luxemburgo, Muricy Ramalho, dente outros. Nesses casos só tem um pequeno detalhe, todos os citados são campeões de tudo e o Sr. Cristóvão Borges em breve deve entrar para esse seleto grupo de vencedores.Carlos Muniz

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.