20/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Brasil sofre para parar Luka Doncic e perde da Eslovênia antes do Pré-Olímpico de basquete. VEJA !

3 min read

Por Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br

Em Liubliana, na Eslovênia, não conseguiu parar o astro Luka Doncic, cestinha com 33 pontos.

A seleção brasileira encerrou sua série de três amistosos pela Europa antes do Pré-Olímpico de Riga, da Estônia, com um bom teste antes de tentar vaga para Paris-2024. Em Liubliana, na Eslovênia, não conseguiu parar o astro Luka Doncic, cestinha com 33 pontos, mas teve bons momentos em quadra na derrota por 86 a 80 – havia vencido a Polônia e perdido da Croácia.

A apresentação no terceiro quarto, no qual mostrou reação ao reduzir desvantagem de 12 pontos para apenas um serviu como motivação para buscar superar Montenegro e Camarões, primeiros rivais no Pré-Olímpico na próxima semana (terça-feira e quinta, respectivamente). Caboclo foi o maior pontuador brasileiro, com 19, seguido por Gui Santos e Léo Meindl, ambos com 10.

Antes de definir os 12 jogadores que disputarão o Pré-Olímpico em Riga, na próxima semana – está trabalhando com 14 nomes -, o técnico Alexandar Petrovic comandou o último amistoso na Europa. Diante da Eslovênia do astro Luka Doncic, em Liubliana, apostou no quinteto inicial formado por Marcelinho Huertas, Georginho, Gui Santos, Léo Meindl e Felício.

O começo do jogo foi de muita marcação e poucos pontos. E com a seleção brasileira melhor. O primeiro quarto terminou com vantagem verde e amarela de 18 a 12. A seleção, contudo, viu os eslovenos subirem muito de produção com Doncic desencantando e virarem a partida, indo para o intervalo com 41 a 37. O astro do Dallas Mavericks era o cestinha, com 14 pontos.

Após o intervalo, o Brasil voltou sofrendo para parar Doncic. Com duas cestas de três do ala, a Eslovênia abriu 51 a 41. Petrovic rodava o elenco, observando todas as peças, mas os erros nos lances de três e de passes dificultavam a vida brasileira. O auxiliar Helinho auxiliava, dando dicas ao time, para tentar diminuir os erros

O grandalhão Caboclo é quem tentava deixar a seleção na partida. O pivô aparecia bem no garrafão e também nas bolas de longe. Após seu 11º ponto na partida e depois em bela jogada de Didi, o Brasil encostou com 60 a 56 obrigando os rivais a pedirem tempo. Com bola de três de Georginho e arremesso de Didi no último segundo, a reação se estabeleceu e a parcial terminou com o Brasil somente um ponto atrás: 62 a 61.

O equilibrou permaneceu no começo do quarto final, mas com Doncic pendurando os brasileiros nas faltas. Acertando seu 7º em 11 lances livres, ele chegou a 26 pontos na partida, com a Eslovênia abrindo cinco de vantagem. Logo depois, acertou de três.

A Eslovênia cresceu na reta final, explorou bem as faltas e os erros brasileiros e fechou a partida sem sustos, com 86 a 80. Com o pai na torcida, Doncic fechou a partida com 33 pontos. Ao Brasil valeu a boa apresentação em parte do terceiro quarto e a demonstração que pode encarar os gigantes de igual para igual. Terça-feira encara Montenegro e na quinta fecha a participação na fase classificatória do Pré-Olímpico diante de Camarões. Dois avançam à semifinal na busca da única vaga em disputa.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.