20/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Robson Conceição é o 9º brasileiro campeão mundial de boxe. Confira a lista. VEJA:

8 min read

Por Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br

A seleta lista de brasileiros campeões mundiais de boxe tem apenas nove nomes. O último deles chegou neste sábado, quando Robson Conceição venceu O’Shaquie Foster numa decisão dividida para se tornar campeão super-pena do Conselho Mundial de Boxe (WBC). Essa história que tem o novo capítulo escrito pelo lutador baiano começou em 1960, com Éder Jofre, e passa por nomes como Miguel de Oliveira, Acelino Popó Freitas e Bia Ferreira.

Robson Conceição — Foto: Sarah Stier/Getty Images

Robson Conceição — Foto: Sarah Stier/Getty Images

Confira quem são os nove brasileiros campeões mundiais de boxe:

Éder Jofre

Primeiro brasileiro campeão mundial de boxe, Éder Jofre nasceu em São Paulo em 1936. Com um cartel profissional com 81 lutas, 75 vitórias (52 por nocaute), quatro empates e duas derrotas, o “Galinho de Ouro” conquistou o primeiro título mundial do Brasil em 18 de novembro de 1960. Em uma luta no auditório Olímpico, em Los Angeles, ele nocauteou o mexicano Eloy Sanchez no sexto round e conquistou o título do peso-galo pela Associação Mundial de Boxe (WBA), aos 24 anos.

Jofre continuou sua trajetória vitoriosa e depois unificou os títulos do peso-galo. No dia 18 de janeiro de 1962, em São Paulo, ao nocautear no décimo round o irlandês Jhon Caldwell, então campeão europeu, ele conseguiu o feito que mais tarde valeria como o título do Conselho Mundial de Boxe (WBC). O campeão brasileiro se manteve no topo dos galo por cinco anos. Éder Jofre faleceu em outubro de 2022, aos 86 anos.

Miguel de Oliveira

Inspirado por Éder Jofre e também nascido em São Paulo, Miguel Oliveira se tornou campeão mundial de boxe aos 28 anos, em 1975. Ele já tinha perdido em duas oportunidades a chance de ser campeão em duelos com o japonês Koichi Wajima, até que enfrentou o espanhol José Duran, no estádio Louis II, em Mônaco, e venceu por pontos depois de 15 assaltos para ficar com o cinturão dos médio-ligeiros do Conselho Mundial de Boxe. O brasileiro ainda manteve o cinturão na primeira defesa, contra o americano Don Cobbs.

Miguel de Oliveira somou 45 vitórias em sua carreira no boxe — Foto: Reprodução / site oficial

Miguel de Oliveira somou 45 vitórias em sua carreira no boxe — Foto: Reprodução / site oficial

Miguel Oliveira teve 45 vitórias (28 por nocaute), cinco derrotas e um empate em sua carreira. Ele faleceu em outubro de 2021, aos 74 anos, em decorrência de um câncer no pâncreas.

Acelino Popó de Freitas

Hoje com 48 anos, Acelino Popó Freitas, baiano nascido em Salvador, é tetracampeão mundial em duas categorias de boxe, no superpena e no leve. Maior vitorioso da história do Brasil na modalidade, Popó detém títulos internacionais nas quatro principais organizações de boxe do mundo: WBO, WBA, WBC e IBF. Ele ainda defendeu mais de dez vezes consecutivas seus títulos numa invencibilidade de mais de cinco anos e, por esse raríssimo feito, foi alçado à condição de Supercampeão Mundial Unificado.

 

Hoje com 48 anos, Acelino Popó Freitas, baiano nascido em Salvador, é tetracampeão mundial em duas categorias de boxe, no superpena e no leve. Maior vitorioso da história do Brasil na modalidade, Popó detém títulos internacionais nas quatro principais organizações de boxe do mundo: WBO, WBA, WBC e IBF. Ele ainda defendeu mais de dez vezes consecutivas seus títulos numa invencibilidade de mais de cinco anos e, por esse raríssimo feito, foi alçado à condição de Supercampeão Mundial Unificado.

Acelino Popó Freitas celebra vitória sobre Daniel Alicea em 2000 — Foto: Nick Potts/EMPICS via Getty Images

Acelino Popó Freitas celebra vitória sobre Daniel Alicea em 2000 — Foto: Nick Potts/EMPICS via Getty Images

O primeiro título mundial de Acelino Popó Freitas veio em 7 de agosto de 1999, na França, com cartel invicto com 20 vitórias. Com um nocaute avassalador a 1min41s do primeiro round, Popó bateu o então campeão Anatoly Alexandrov, do Cazaquistão, valendo o título superpena da Organização Mundial de Boxe.

Popó hoje tem se aventurado em duelos com celebridades, como fez com Whindersson Nunes em janeiro de 2022. Ele também nocauteou Pelé Landi, ex-lutador de MMA, em duelo em setembro de 2022, assim como o youtuber Junior Dublê, no Fight Music Show, em agosto. Por fim, em fevereiro passado, nocauteou em 33 segundos o ex-BBB Kleber Bambam.

Waldemir Sertão Pereira

 

Quarto brasileiro campeão mundial de boxe, Valdemir “Sertão” Pereira tem hoje 48 anos e mora na mesma cidade em que nasceu, em Cruz das Almas-BA. Sua trajetória no boxe foi interrompida precocemente. Ele foi campeão mundial dos penas pela Federação Internacional de Boxe após vencer por pontos o tailandês Fahprakorb Rakkiatgym em 21 de janeiro de 2006, nos EUA, com 31 anos à época.

Em sua primeira defesa do cinturão, cinco meses depois, Sertão perdeu seu título para o norte-americano Eric Aiken quando foi desqualificado no oitavo assalto. Ele tentou uma revanche contra Aiken em março de 2007, mas um exame de saúde impediu a luta e o brasileiro abandonou o boxe na sequência, sem chegar a investigar mais profundamente um exame anunciado pelos organizadores como “inconclusivo”. Seu cartel tem 24 vitórias (15 por nocaute) e apenas uma derrota, justamente em sua última luta na carreira.

Rose Volante

 

Mais uma lutadora paulista na lista, Rose Volante foi a primeira mulher brasileira a ser campeã mundial de boxe. Hoje com 41 anos, ela se tornou campeã pela Organização Mundial de Boxe na categoria peso-leve em dezembro de 2017, quando venceu a argentina Brenda Carabajal por pontos.

Rose Volante se tornou campeã e defendeu seu título com sucesso duas vezes — Foto: Divulgação

Rose Volante se tornou campeã e defendeu seu título com sucesso duas vezes — Foto: Divulgação

Rose fez sua primeira defesa do título em Santos, em abril de 2018, e venceu a panamenha Lourdes Borbua, que jogou a toalha em sinal de desistência antes do início do sexto round. Em setembro do mesmo ano, venceu mais uma ao nocautear Yolis Marrugo no terceiro round, em Praia Grande. Ela viria a perder o título março de 2019, nocauteada por Katie Taylor. Seu cartel tem 15 vitórias e apenas uma derrota. Hoje, Rose Volante dá aulas de boxe.

Patrick Teixeira

 

Patrick Teixeira, catarinense de Sombrio, se tornou campeão do mundo em 30 de novembro de 2019. Em confronto em 30 de novembro de 2019, o brasileiro bateu por decisão unânime o até então invicto Carlos Adames em Las Vegas (EUA), onde conquistou o cinturão interino dos super-meio-médios da Organização Mundial de Boxe (WBO).

Patrick Teixeira com o cinturão — Foto: M. Williams/Organização Mundial de Boxe/Twitter

Patrick Teixeira com o cinturão — Foto: M. Williams/Organização Mundial de Boxe/Twitter

 

 

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.