21/02/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Adidas lança camisetas sobre a Copa com conotação sexual e causa polêmica

2 min read

Do Zigzagdoesporte por UOL, em São Paulo.

Veja as camisetas da Adidas que estão causando polêmica


 

As camisetas polêmicas da Adidas estão à venda no site dos EUA da empresa e custam US$ 22 e US$ 25 – cerca de R$ 50 e R$ 60 Leia mais Reprodução/Site oficial da Adidas dos EUA

 

 

Uma linha de camisetas inspirada na Copa do Mundo lançada pela marca de material esportivo Adidas está causando polêmica. Isso por causa das imagens que retratam o Brasil e da conotação sexual que pode ser vista nas ilustrações destas roupas, algo que se tem tentado combater, até por parte do governo brasileiro.

 

De acordo com os jornais O Estado de S.Paulo e O Globo, a polêmica chegou a altas esferas, a ponto de a Embratur prometer formalizar nesta terça-feira uma reclamação.

 

Em duas camisetas que estão sendo vendidas no site americano da marca alemã, as imagens que remetem à beleza da mulher brasileira causaram incômodo. O problema é o fato de a Copa do Mundo também atrair muitos estrangeiros para o “turismo sexual”.

 

Uma camiseta de cor verde mostra a frase “Eu amo o Brasil”. Mas o que seria um coração tem na verdade o formato de um bumbum de biquíni. A outra camiseta, amarela, mostra: “lookin’ to score”, o que pode ser traduzido como “buscando gols”, mas que também pode ser uma alusão a “pegar garotas”. As camisetas custam de US$ 22 a US$ 25 (de R$ 50 a R$ 60)

 

“Vamos entrar em contato com a direção da Adidas, fazendo um apelo para que reveja essa atitude e tire os produtos do mercado. Essa campanha vai no sentido contrário ao que o Brasil defende”, explicou ao Estado Flávio Dino, presidente da Embratur. “Nosso esforço é voltado para a promoção do Brasil pelos atributos naturais e culturais. Uma iniciativa dessas ignora e desrespeita a linha de comunicação que o governo adota.”

 

“Não aceitaremos que a Copa seja usada para práticas ilegais, como o chamado turismo sexual. Exigimos que a Adidas ponha fim à comercialização desses produtos. Lembramos que no Brasil há leis duras para reprimir abusos sexuais e as polícias irão atuar nesses casos no território nacional. O povo brasileiro é acolhedor e temos certeza de que aqueles que nos visitarão irão respeitar o Brasil”, completou Dino, ao O Globo.

 

Procurada pela reportagem do UOL Esporte, a Adidas ainda não se posicionou sobre o assunto.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.