19/05/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Acidente de carro na França mata revelação do Fluminense

3 min read

DoZigzagdoesporte por UOL, em São Paulo.

O brasileiro Mauricio Alves, de 24 anos, morreu neste sábado em um acidente de carro na França, onde estava atuando no Bolougne, da terceira divisão local. O acidente foi confirmado pelo clube do jogador. Segundo o jornal Courier Picard, o carro em que ele estava atingiu a parte traseira de um trailer de forma violenta. O atacante não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

“O presidente Jacques Wattez e o clube, com pesar, anunciam a morte do nosso jogador Mauricio Alves Peruchi. O clube estende suas condolências à família”, escreveu o Bolougne em seu site oficial.

O acidente ocorreu perto da cidade de Saint-Quetin, e Mauricio Alves estaria no banco do passageiro. Segundo o site20minutes, outras três pessoas estavam no carro, sendo um deles o goleiro Alexis Sauvage, companheiro de clube de Mauricio Alves, que estaria com ferimentos graves. Na última sexta-feira, Mauricio e Sauvage haviam participado da partida contra o Gazelec Ajaccio em um jogo pela terceira divisão francesa.

De acordo com o jornal La Semaine, os jogadores estavam na autoestrada A26, que liga as cidades de Calais e Rennes, no norte da França. Não há informações, até o momento, sobre o que teria causado o acidente ou para onde os atletas estavam viajando.

Mauricio nasceu no Espírito Santo e foi formado na base do Fluminense, tendo participado do elenco que ganhou a Copa do Brasil de 2007. Depois do clube carioca, o atacante ainda passou pelo time B do Villarreal, da Espanha, foi emprestado ao Avaí em 2011 e chegou à França no ano passado.

O Avaí divulgou uma nota em seu site oficial lamentando o acidente.

“É com pesar que o Avaí Futebol Clube lamenta a morte do ex-jogador do Clube, Maurício Alves, de 24 anos, ocorrida neste sábado, na cidade de Saint-Queint, na França, em um acidente automobilístico. Ele estava jogando atualmente na equipe do Boulogne.

Maurício vestiu a camisa do Leão da Ilha em 2011 na brilhante campanha da Copa do Brasil, no estadual e na Série A daquele ano.

Nossos sentimentos aos amigos e familiares”.

Ex-companheiro de Mauricio no clube catarinense, o meia Marquinhos também lamentou a morte do jogador e relembrou os tempos em que atuaram juntos no time catarinense, em 2011. Marquinhos conta que o atleta era muito brincalhão e tinha um sonho de se tornar conhecido no Brasil.

“Ele era muito extrovertido, se dava bem com todos. Todo mundo gostava dele. Ele sonhava em fazer uma história no Brasil, ficar conhecido no país, porque ele foi para fora muito cedo. Fico até emocionado de falar, vai ficar a imagem de um menino alegre e sorridente”.

Marquinhos também destaca as qualidades técnicas de Mauricio que, segundo ele, era canhoto e muito habilidoso. “Era um atacante de perna esquerda, bom jogador. Ele fez bons jogos, mas não teve sequência. Ele nos ajudou bastante. Rápido, magrinho e canhoto”, disse.

Até os adversários reconhecem a qualidade técnica que Mauricio tinha. Anthoni Santoro foi técnico do time juvenil do Flamengo, em 2006, época em que o jogador se destacou pela Friburguense e foi contratado pelo Fluminense. Ele se lembre bem do atleta.

“Conheci o Maurício, é lógico. Eu o enfrentei quando dirigia o Flamengo no sub-17 e ele estava no Friburguense, em 2006. Tentei levá-lo pra Gávea para ser meu jogador, mas infelizmente o Fluminense foi mais rápido”, disse.

“Era um atacante veloz, agudo, com força e qualidade técnica. E ainda fazia gols. Destacou-se tanto que me chamou a atenção de Flamengo e do Fluminense. A qualidade técnica dele, principalmente, me chamou muito a atenção na época”.

 

 

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.