19/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Após vice, Rogerinho despenca, e Clezar é o novo número 3 do Brasil

2 min read

Por ESPN.com.br com agência Gazeta Press.

Um dos destaques da vitoriosa campanha no Zonal Americano que levou o Brasil aos playoffs do Grupo Mundial da Copa Davis, Rogerio Dutra Silva não conseguiu manter o posto de número 3 do País. Com o vice-campeonato no Chellenger de Itajaí, Rogerinho falhou na tentativa de defender o seu título e despencou no ranking da ATP, ocupando agora a 178ª colocação.

Por sua vez, Guilherme Clezar, que também participou da importante vitória brasileira sobre o Equador, ganhou duas colocações e é, agora, o 170º do mundo. Com isto, ele ultrapassa Rogerinho, que caiu 23 posições, e se torna, pela primeira vez na vida, o terceiro melhor tenista nacional no ranking da ATP.

Neste momento, o gaúcho só observa Thomaz Bellucci e João Souza como brasileiros à sua frente na lista mundial. O canhoto subiu duas colocações e, agora, ocupa o 103º posto, voltando à importante faixa do top-104, que, à priori, dá vaga na chave principal de Roland Garros.

Por outro lado, Feijão subiu sete posições na lista, graças à semifinal em Itajaí, e é o 133º do planeta, ocupando a segunda colocação contando apenas tenistas brasileiros. Dentro do top-200, ainda há o gaúcho André Ghem, que subiu cinco lugares e agora é o 197º melhor posicionado.

Mais três atletas brasileiras tiveram boa subida nesta última atualização do ranking da ATP. O paulista Bruno Sant’anna ganhou 16 lugares e foi para o 406º posto, o carioca Fabiano de Paula subiu 12 posições e se colocou na 441ª colocação, enquanto o gaúcho Fabrício Neis teve a mesma ascensão de Fabiano e, agora, é o 446º melhor posicionado do planeta.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.