20/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Sem Ronaldo, Real Madrid leva sufoco, mas se vinga do Dortmund e vai à 4ª semi seguida

5 min read

Por ESPN.com.br.

O milagre até parecia que poderia acontecer, mas o Real Madrid, com muito sufoco, conseguiu a vaga na semifinal da Uefa Champions League. Depois de ter triunfado sobre o Borussia Dortmund por 3 a 0 na ida e praticamente selado a classificação, a equipe espanhola viu o adversário abrir 2 a 0 nesta terça-feira, criar chances de devolver o placar, mas, no fim, pôde respirar tranquila no Signal Iduna Park.

Com uma atuação irreconhecível, o time merengue foi amplamente dominado, principalmente no primeiro tempo, quando Marco Reus marcou duas vezes. Porém, mesmo jogando mal, soube se defender no fim do duelo e se classificar graças à vantagem adquirida na última semana.

Boa parcela do mau futebol apresentado pelo Real Madrid foi a ausência de Cristiano Ronaldo, que tem um problema no tendão do joelho esquerdo e ficou no banco durante os 90 minutos.

A vaga na semifinal ainda faz o clube madrilenho se vingar da eliminação na última temporada, que teve uma história exatamente inversa à desta terça-feira. Isso porque, após ser goleado por 4 a 1 na Alemanha, o Real flertou com uma classificação impressionante ao fazer 2 a 0 no fim, mas, assim como o Dortmund nesta campanha, viu sua virada heroica ficar no quase.

Com o resultado, o time espanhol chega à sua quarta semifinal de Champions seguida. Agora, os comandados de Carlo Ancelotti terão de superar um estigma, já que a equipe foi eliminada nas três vezes anteriores – para Barcelona, Bayern de Munique e o próprio Borussia Dortmund.

Buscando um milagre, Jurgen Klopp surpreendeu – e muito – na escalação. Sem Kehl suspenso, o técnico ainda tirou Sahin e colocou Kirch e Jojic, que é meia ofensivo, de volantes. Além disso, Aubameyang, que atravessa má fase, ficou na reserva, assim como o zagueiro Sokratis.

Já Carlo Ancelotti não inovou. Sem Marcelo, machucado, e Cristiano Ronaldo, o italiano colocou Fábio Coentrão na defesa e o volante Illarramendi, deixando seu time com uma característica mais defensiva.

O sorteio das semifinais da Uefa Champions League será na sexta-feira, às 7h (de Brasília), com transmissão da ESPN Brasil. Às 15h, o fã do esporte poderá acompanhar um Fora de Jogo especial, com todas as análises sobre os confrontos.

Reuters

Reus, o nome da partida com dois gols, não esconde a decepção pela eliminação
Reus, o nome da partida com dois gols, não esconde a decepção pela eliminação

O jogo

Como era de se esperar, os mandantes tomaram a iniciativa no começo do jogo e tinham maior posse de bola. Porém, mostrando pouca criatividade, eram facilmente neutralizados pela marcação adversária. O cenário era tranquilo para o Real Madrid, que viu a situação melhorar aos 15 minutos, quando o árbitro marcou pênalti em cruzamento de Fábio Coentrão que desviou no braço de Piszczek.

Porém, Di María escorreu no momento da cobrança, e Weidenfeller defendeu. O lance acabou por animar o time alemão e inflamar sua torcida. Aos 19, o Dortmund perdeu chance incrível. Lewandowski recuperou bola que parecia perdida na linha de fundo, Reus deixou Pepe no chão e tocou para Mkhitaryan concluir à direita do alvo.

Animada, a equipe aurinegra aproveitou o momento e abriu o placar aos 24 minutos. Pepe falhou feio e recuou curto de cabeça, e a bola ficou de graça para Reus, que driblou Casillas e tocou para o fundo da rede.

Irreconhecível, o Real Madrid errava muitos passes no meio de campo, se atrapalhava na defesa e era pressionado pelo adversário. Aos 32, Hummels obrigou defesa de Casillas ao cabecear após cobrança de falta de Reus na área.

Dominante, o time alemão ampliaria a vantagem aos 37 minutos e contando com novo erro do Real. Illarramendi errou passe no campo de defesa, Reus já ligou o contra-ataque, avançou e tocou para Lewandowski, que acertou a trave ao finalizar no canto de Casillas. No rebote, Reus fuzilou para o fundo do alvo.

O domínio do Dortmund, que, naquele momento só precisava de mais um gol para devolver a desvantagem do duelo de ida, seguiu até o final da primeira etapa, enquanto os espanhóis não conseguiam sair do campo de defesa e conseguiram manter o 2 a 0 no placar até o intervalo.

Com o desempenho muito fraco no primeiro tempo, Ancelotti fez uma alteração na sua equipe para a etapa final e deu mais ofensividade ao colocar Isco na vaga de Illarramendi. A mudança surtiu efeito, e o Real passou a ficar mais com a bola e neutralizou o ímpeto do adversário. Aos três minutos, Bale ainda exigiu intervenção de Weidenfeller em chute de fora da área.

O jogo, então, ficou mais cadenciado e truncado, um cenário ideal para a equipe merengue, que passou a ter as melhores oportunidades. Aos 14, Bale escapou de dois marcadores na linha de fundo com muita habilidade e concluiu ao lado da meta. No lance seguinte, Benzema até driblou Weidenfeller após belo lançamento de Modric, mas Hummels apareceu para fazer corte providencial.

O Dortmund, assim, passou a apostar nos contra-ataques, e ele viria aos 20 minutos, quando Reus fez bela jogada individual e deixou Mkhitaryan na cara do gol. O armênio escapou de Casillas e, com a meta aberta, acertou a trave, desperdiçando chance incrível. O lance animou os alemães, que voltaram a dominar o jogo e obrigaram o goleiro adversário a fazer boas defesas em conclusões de Mkhitaryan e Grosskreutz.

Com o Real ameaçado, Ancelotti mexeu em seu time e fortaleceu a marcação ao sacar Di María, que fez uma de suas piores partidas na temporada, para a entrada de Casemiro, que ajudou a neutralizar o setor ofensivo adversário.

A pressão dos mandantes seguiu até o fim, e o Real, por sua vez, aproveitou os espaços para contra-atacar e, em várias chances, buscar o gol que acabaria de vez com o confronto. Apesar da emoção no fim, o placar não seria mais movimentado, e o time merengue confirmou, com sufoco, a classificação às semifinais.

FICHA TÉCNICA:
BORUSSIA DORTMUND 2 X 0 REAL MADRID

Local: Estádio Signal Induna Park, em Dortmund, Alemanhã
Data: 08 de abril de 2014
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Damir Skomina
Assistentes: Bojan UI e Gianluca Cariolato
Cartões amarelos: Real Madrid: Casemiro, Carvajal e Sérgio Ramos / Borussia Dortmund: Marco Reus
Gols: Marco Reus (aos 24 e aos 37 do primeiro tempo)

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller; Friedrich, Hummels, Kirch e Piszczek (Aubameyang); Drum, Marco Reus, Jojic, Grosskreutz e Mkhitaryan; Lewandowski
Técnico: Klopp

REAL MADRID: Cassillas, Carvajal, Pepe, Sergio Ramos e Coentrao; Xavi Alonso, Dí Maria (Casemiro), Illarramendi (Isco) e Modric; Bale e Benzema
Técnico: Carlo Ancelotti

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.