04/03/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Talisca marca, dá assistência e Bahia larga na frente do Vitória em final; confira todos os detalhes do Ba-Vi.

3 min read

DoZigzagdoesporte por espn.com.br

Anderson Talisca tem apenas 20 anos. Nunca foi o principal nome entre os garotos de sua idade, carregava a fama de marrento e chegou a ser rejeitado por outros clubes. A princípio, tinha tudo para ficar pelo caminho, porém, nem tudo acontece como previsto e o meia se transformou hoje na maior referência de um Bahia que tenta se reerguer fora de campo e que, dentro dele, deu mais um passo nesse sentido ao vencer o Vitória por 2 a 0, neste domingo, na Arena Fonte Nova, pela final do Campeonato Baiano.

Os gols foram marcados pelo próprio Talisca no primeiro tempo e pelo volante Fahel na volta do intervalo.

O segundo jogo da decisão acontece no próximo fim de semana, no estádio de Pituaçu. O time rubro-negro desperdiçou a vantagem do empate e terá que ganhar por uma diferença de dois gols ou mais para faturar o bicampeonato.

O Bahia segue invicto no clássico Ba-Vi desde a goleada de 7 a 3 sofrida para o rival, em 12 de maio de 2013. Desde então, foram seis encontros, com quatro vitórias da equipe tricolor e dois empates.

O lateral-esquerdo Ávine, que teve o seu contrato renovado recentemente, entrou em campo ao lado dos jogadores e foi aplaudido pela torcida após ter o seu nome anunciado no sistema de som da Fonte Nova. O atleta atuou pela última vez em agosto de 2012 e tenta superar os problemas físicos.

A presença do companheiro contagiou os comandados de Marquinhos Santos. O Vitória até chegou a acertar a trave com o ex-são-paulino Juan em chute forte na entrada da área, mas o primeiro tempo foi praticamente todo ele do Bahia. O time teve uma chance com Fahel tirada em cima da linha por Ayrton e um gol de Titi, impedido, anulado pela arbitragem. No fim da etapa inicial, aos 37 minutos, Rodrigo Defendi falhou, Maxi Biancucchi ficou com a bola, tabelou com Talisca e a revelação chutou colocado para o fundo das redes.

No segundo tempo, o confronto ficou ainda mais nervoso e o árbitro expulsou um de cada lado: Uelliton pelo Bahia e Hugo pelo Vitória. Com mais espaço em campo, a equipe tricolor ampliou aos 34, em escanteio batido por Talisca e desviado por Fahel para o gol.

Ao todo, 35.384 mil torcedores compareceram à Fonte Nova para uma renda de R$ 1.055.900 milhão.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 0 VITÓRIA

Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 06 de abril de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Boschilia e Fabrício Vilarinho (ambos de GO)
Cartões amarelos: Fahel, Diego Macedo, Uelliton e Anderson Talisca (Bahia); José Welison, Matheus Salustiano, Juan e Souza (Vitória)
Cartões vermelhos: Uelliton (Bahia); Hugo (Vitória)
Gols:
BAHIA: Anderson Talisca, aos 17 do primeiro tempo; Fahel, aos 39 do segundo

BAHIA: Marcelo Lomba; Diego Macedo, Demerson, Titi e Guilherme Santos (Pará); Fahel, Uelliton, Anderson Talisca e Lincoln (Wilson Pittoni); Maxi Bianccuchi e Rhayner
Técnico: Marquinhos Santos

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Matheus Salustiano, Rodrigo Defendi e Mansur (Marquinhos); José Welison, Cáceres, Hugo e Juan; William Henrique e Souza (Euller)
Técnico: Ney Franco

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.