21/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Jamie Bestwick bate o recorde de vitórias ao vencer a 9ª vez no BMX Vertical.

3 min read

Do Zigzagdoesporte por Maurício Cassulino espn.

MARK KOHLMAN/ESPN

Jamie Bestwick vence pela 9ª vez no BMX Vertical e quebra o recorde de vitórias consecutivas em Austin
Jamie Bestwick vence pela 9ª vez no BMX Vertical e quebra o recorde de vitórias consecutivas em Austin

O inglês Jamie Bestwick continua imbatível no half pipe dos X Games. Na noite desta quinta-feira, (6) o piloto conquistou sua nona medalha de ouro consecutiva, um fato histórico nos X Games.

A final do Vert em detalhes

Oito dos melhores verticaleiros da atualidade competiram no Half Pipe em um clima descontraído, sem perder a competitividade. A diversidade de experiência e idades na plataforma do Half Pipe chamou a atenção.

A modalidade continua em ritmo de progressão, após 20 anos de X Games. A cada edição novas manobras e suas respectivas combinações surgem e continuam a surpreender tanto os juízes quanto os amantes do BMX.

Na primeira competição de BMX em Austin todas as atenções e expectativas estavam voltadas para Jamie Bestwick. O veterano inglês veio para defender sua nona medalha de ouro consecutiva no vertical e levou para casa o primeiro X de ouro da história do X em Austin.

Aos quarenta e dois anos de idade, Jamie continua a impressionar em todos os aspectos. Completamente saudável e preparado psicologicamente, Jamie consegue se sobressair e acertar as mais variadas combinações de manobras sobre pressão.

Jamie tem uma habilidade de acertar manobras Back to Back sem perder altura e a fluidez. Sua volta foi repleta de combinações de Flair, 540 alley-oops para ambos os lados e uma das manobras mais perfeitas de sua volta foi um Front Flip Flair, manobra inventada por Chad Kagy.

Jamie venceu a competição em sua primeira volta da final, acertando tudo e pontuando a maior nota com 92,66.

“Seria muito legal ver outro piloto vencer o vertical também, mas hoje quem venceu o vertical foi eu,” disse Jamie

Outro inglês que andou com vontade foi Simon Tabron. Por três pontos de diferença Tabron leva para casa o X de prata. Com uma apresentação épica, Simon conseguiu atingir uma altura impressionante em suas duas voltas da final.

Andando sem freios, Tabron demonstrou que sabe dominar a sua bike, manobras a parte Simon finalizou sua segunda volta com um Hang Up, o que pode parecer um erro, na verdade uma tática usada para freiar a bike, um movimento arriscado que é muito usado por pilotos que andam sem freio.

JOSHUA DUPLECHIAN/ESPN

Jamie Bestwick tem 42 anos e é o maior vencedor da modalidade. Ele comemora a vitória de branco, ao lado do também inglês Simon Tabron
Jamie Bestwick tem 42 anos e é o maior vencedor da
modalidade. Ele comemora a vitória de branco,
ao lado do também inglês Simon Tabron

Simon acertou os 540s mais altos do dia. Muito concentrado e determinado, Tabron é um dos únicos pilotos com chance de tirar a invencibilidade de Bestwick.

Um dos pilotos mais velhos da competição, Denis McCoy, aos 47 anos, provou que a longevidade do esporte é uma realidade e que nada é impossível em cima da bike.

McCoy levou um tombo feio em sua primeira volta na tentativa de um 900, muito abalado ele não desistiu e na segunda volta corrigiu o erro e além de acertar o 900. O piloto acertou uma volta limpa com 540s e tudo que o vertical tem direito, McCoy ficou com o X de Bronze.A primeira prova de BMX nos X Games em Austin foi realmente excitante, foi possível ter uma noção que como serão os próximos três dias de X Games no BMX.

 

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.