19/05/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Lugar comum, assim é o momento do Bahia

3 min read

Da redação do ZigZag do Esporte por Carlos Muniz Fiúza.

Finalzinho da partida, 43 minutos e o árbitro pede mais 3 minutos de acréscimo, o jogo segue e aos 47 minutos e 47segundos o árbitro determina o final do jogo. Assim terminou a partida entre o Bahia 1 x 1 Ponte Preta, pior para os dois que se marcaram e segue cada qual com seu percentual de rebaixamento.

Quero chamar à atenção para o tempo de jogo, o árbitro pediu acréscimo de 3 minutos e encerrou a partida aos 47 minutos e 47 segundos, para que volta a tocar nesse tema? O Tempo de jogo da partida em questão serve de exemplo para demonstrar a dimensão da força dos árbitros diante do nada, pois o nada é o que pune e fiscaliza uma arbitragem de futebol no Brasil.

No caso especifico da arbitragem desse jogo, ela foi até discreta, exceto por algumas inversões de faltas, escanteios não marcados (vários), aplicação excessiva de cartões amarelos e faltas completamente desnecessárias marcadas, parando e esfriando o jogo em demasia. D que vai adiantar meu comentário sobre a arbitragem? Nada, o que vocês esperavam?

O público do jogo, quase 10 mil pessoas a meu ver muito bom, diante de um Bahia que se esforça para piorar sua situação, duas partidas em casa contra concorrentes diretos ao rebaixamento, Vasco da Gama e Ponte Preta, resultado seis(06) pontos disputados, dois(02) alcançados e a zona do rebaixamento ali, a quatro pontos apenas.

O treinador do Bahia que andou sendo elogiando, parabenizado por alguns resultados positivos, resolveu fazer do limitado grupo do Bahia um laboratório e adivinhem o que esta acontecendo? Algum torcedor tricolor sabe escalar o time do Bahia ou arrisca escalar o time para o Ba-Vi? Eu não me atrevo, pois o que estava ruim vem piorando a cada nova escalação e a cada alteração realizada por Cristóvão durante os jogos (é de arrepiar).

Na partida com a macaca o treinador tricolor se esmerou, se superou, o time terminou com a zaga formada pelos cansados Feijão e Fahel, Tite fazendo a meia-cancha, Souza tirando o espaço de Fernandão, Madson inútil e o torcedor revoltado e sem acreditar no que estava vendo da arquibancada da pesada e carregada Arena Fonte Nova.

A energia do momento é péssima, percebem? Eu percebo e isso me deixa preocupado, muito preocupado. Só para lembrar e deixar o torcedor tricolor bem informado vem ai o Vitória no dia 09/09/2013, em seguida o Bahia vai a Goiânia, dia 13/09/2013 enfrentar o Goiás e em seguida o Flamengo dia 16/09/2013, não se sabe ainda o local do jogo, pode ser no Rio de Janeiro ou Brasília.

Convenhamos, eu acredito que o mais otimista dos torcedores tricolores entenda que serão dias difíceis, ontem curiosamente tive o prazer de falar sobre esse tema com meia dúzia de amigos tricolores e apenas um deles estava muito otimista. Como analista do futebol devo ter minhas precauções diante do momento vivido no Bahia e analisar a situação de forma clara como exige o momento, e o momento é de alerta total torcedor!!

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.